No TRE , Juiz que pediu vistas em processo contra Ricardo , tem esposa nomeada no Governo.

A informação foi apresentada, na noite desta segunda (dia 12), no Programa Intrometidos e causou surpresa na praça jurídica. Não era pra menos. Conforme dados repassados por telespectadores, o juiz Paulo Wanderley Câmara, do Tribunal Regional Eleitoral, era coordenador da Assessoria Jurídica da Cehap, de onde saiu, em 2016, para disputar a vaga de juiz do TRE.

Agora, o detalhe que mais chamou a atenção: dois dias após Câmara deixar o cargo na Cehap (17 de outubro), sua esposa, Elyene de Carvalho Costa  foi nomeada para a sua vaga (dia 19). Uma coincidência que, obviamente, não passou despercebida, especialmente pelo fato do magistrado, na condição de juiz do TRE, ter pedido vistas, semana passada, no julgamento da AIJE dos Servidores.

O julgamento da AIJE, como se sabe, está com dois votos (desembargador-relator Romero Marcelo e a juíza Michelini Jatobá) pela condenação do governador Ricardo Coutinho, por prática de conduta vedada e multa de R$ 30 mil. Na semana passada, o juiz Paulo Câmara pediu vistas, e deverá apresentar seu voto na próxima sessão ordinária do TRE, provavelmente nesta quinta (dia 15).

Nos meios jurídicos, há quem especule que o caso é de suspeição. A conferir. Um detalhe final é que, no site oficial da Cehap (http://www.cehap.pb.gov.br/site/institucional.html) ainda consta Paulo Câmara na Assessoria Jurídica (veja abaixo).

CONFIRA REGISTRO POSSE DE JUIZ NO TRE (https://goo.gl/3NQHHx)

Caso juiz do TRE Paulo Câmara registro site

REPRODUÇÃO DO SITE INSTITUCIONAL DA CEHAP

Caso juiz do TRE Paulo Câmara site Cehap