Caminhoneiros bloqueiam rodovias na Paraíba como protesto ao aumento do combustível.

0
68

Mesmo com a proibição da Justiça, os caminhoneiros realizam na manhã desta segunda-feira (21) uma série de protestos no estado da Paraíba. Até o momento há informações de interrupção do trânsito na Alça Sudoeste, em Campina Grande.

A BR-104 foi interditada no sentido Campina Grande-Queimadas e os caminhões estão sendo retidos. Os manifestantes estariam permitindo apenas a passagem de veículos de passeio.

Também há informações de protestos nas cidades de Cabedelo, Soledade e Marizópolis. Os manifestantes protestam contra o constante reajuste no preço dos combustíveis que vem sendo repassado para o consumidor.

Os caminhoneiros também pedem o aumento no valor do frete, melhorias nas condições de trabalho e a extinção do pedágio nas rodovias estaduais.

Neste domingo (20) o juiz federal Emiliano Zapata de Miranda Leitão, da Seção Judiciária da Paraíba, expediu uma liminar proibindo que os caminhoneiros ocupem, obstruam ou dificulte a passagem de veículos nas rodovias federais paraibanas. A liminar determina ainda que o Sindicato dos Transportadores Autônomos de Cargas no Estado da Paraíba (SINDITAC-PB) e a Federação Interestadual dos Transportes Rodoviários Autônomos de Cargas e Bens da Região Nordeste (FECONE) estão sujeitos ao pagamento de multa de R$ 200 mil por hora de bloqueio. Cada pessoa física participante do bloqueio também estará sujeita ao pagamento de multa de R$ 20 mil por hora de interdição.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) na Paraíba acionou a Advocacia Geral da União (AGU) para que fosse movida uma ação de interdito proibitório. Esta ação resultou na concessão da liminar.

DEIXE UMA RESPOSTA