Aprenda a colocar sua imobiliária no topo das buscas orgânicas do Google

4

Ter uma boa reputação no ranking de pesquisas é determinante para que o site da empresa tenha muitos acessos

Com o aumento da digitalização do mercado imobiliário, é importante que as imobiliárias estejam incluídas nos processos da internet. Muitas pessoas procuram primeiramente na internet por um apartamento para comprar no Centro Cívico ou por um terreno na região para investir, por exemplo. Por isso, ter um bom posicionamento nas buscas no google aumenta a chance das imobiliárias a conseguirem mais acessos que podem converter usuários em clientes em potencial. 

Inicialmente, é preciso entender o que significa o termo busca orgânica. De maneira simples, são os sites que não pagam por patrocínios ou motores de busca, ou seja, aparecem sem incentivos pagos no ranking de buscas e, portanto, os cliques não são gerados a partir de um investimento financeiro, mas sim de maneira natural e, como o próprio nome diz, orgânica. 

Dessa forma, colocar um site nas primeiras posições do ranking de buscas deve ser primordial para uma empresa. Segundo dados de uma pesquisa feita pela Hubspot, cerca de 90% dos cliques são feitos em resultados que aparecem na primeira página de buscas. 

Como atingir as primeiras posições

Existem algumas tarefas indicadas para as empresas que pretendem melhorar o posicionamento da marca nas buscas orgânicas do Google. Confira algumas delas:

  • Palavra-chave

É fundamental ter uma boa palavra-chave. Isso porque são as palavras-chaves que ligam o cliente até o site. Um cliente que busca por “apartamentos de dois quartos”, por exemplo, facilmente irá clicar em um site que oferece, logo na página de pesquisa, algo como “conheça os melhores apartamentos na cidade”. Se essa preocupação for deixada de lado, as chances de que o pesquisador prefira o site de um concorrente são bem maiores. 

O nome disso é SEO, ou Search Engine Optimization. Consiste, basicamente, em juntar as características valorizadas pelo Google e trazer ao site um bom destaque nos resultados. Em outras palavras, é um trabalho feito para que não haja gastos com motor de buscas. 

Ao criar conteúdos para sites ou blogs, o principal é saber qual a necessidade do público alvo, ou seja, o que o público está procurando. Isso significa que aumentam as chances de o conteúdo ser compatível com o que os usuários precisam. 

Uma ferramenta muito utilizada para entender quais palavras-chaves usar é o Google Trends. Através dela, é possível ver quais são os termos mais buscados no momento de acordo com a região geográfica e outras características específicas do público desejado. 

  • Menor tempo de carregamento

Estudos mostram que nos primeiros segundos é que um usuário decide se vai ou não continuar no site. Por isso, é importante que o tempo de carregamento da página seja rápido. 

Existem muitas formas de conseguir diminuir o tempo de carregamento, como a menor resolução das imagens e o menor uso de Widgets e publicidades. Além disso, é importante conhecer a plataforma hospedeira do site, já que, normalmente, planos mais comuns de hospedagem raramente acompanham o crescimento da página. 

  • Redes sociais movimentadas

A impressão que o Google do site dependerá da experiência do usuário. Por isso, é importante manter o site organizado, se possível com tecnologia responsiva, que se adapte ao aparelho utilizado pelo cliente. Além disso, um site de simples navegação e com conteúdo relevante normalmente tende que os clientes procurem outras versões da marca na internet, ou seja, as redes sociais. 

Por isso, movimentar as redes sociais da empresa é importante pela continuidade do tráfego. Para o Google, se o cliente busca as redes sociais da empresa, quer dizer que teve uma experiência positiva e, por isso, o site merece ficar em boas posições no ranking de busca.

  • Conteúdo de qualidade

É importante que sejam levados em consideração critérios que deixem os conteúdos mais legíveis, ou seja, de fácil compreensão e, assim, com maior possibilidade de atrair mais leitores. 

Um texto considerado legível apresenta parágrafos definidos de acordo com os heading tags, ou seja, palavras-chave que guiam o texto. Além disso, há a presença de frases longas intercalados com frases curtas, além de palavras de transição entre as frases. 

Outro ponto importante é que a palavra-chave deve aparecer não somente no início, mas também no decorrer do texto. Sem falar no principal, é claro: é importante que o conteúdo desenvolvido seja original, livre de cópias e plágios. 

  • Link Building

O Google considera muito o link building para determinar a relevância de um site. Isso porque consiste em uma estratégia baseada em construir links externos que levam para o site em questão. Por isso, se um grande número de links externos levarem até o site, o Google entenderá que é uma página popular e, por isso, atende às pesquisas dos usuários. 

  • Links Internos

O ideal é que o site também contenha um bom número de links que levam a outras páginas. No caso das imobiliárias, as opções são as mais variadas: indicação de construtoras, de lugares próximos ao imóvel, enfim. O Google considera importante que o site indique uma continuidade no tráfego do usuário.