Dicas de como criar um layout de loja virtual

6
Marketing digital

Todo empresário sabe que na criação de loja virtual o layout é tão importante quanto a qualidade dos produtos e preços competitivos. Afinal, ele tem um papel importante para garantir a melhor experiência para os usuários, possibilitando encontrar todas as informações necessárias e tornar o processo de compra intuitivo e agradável.

Pense nisso, investir no layout de uma loja online é sempre necessário e vale a pena, e observe alguns pontos que são fundamentais para o sucesso de vendas. Neste artigo, discutiremos algumas etapas básicas que devem ser seguidas na escolha do aspecto visual do seu e-commerce.

O que é layout?

O layout (ou leiaute) se trata de uma estratégia de organização de espaço que visa maximizar a eficiência dos processos produtivos e, como consequência disso, melhorar a qualidade. 

Para fazer o planejamento de um bom layout, devem ser considerados o espaço disponível, o produto final, a segurança do usuário e a facilidade das operações.

Geralmente, essa estratégia está diretamente relacionada à forma como as máquinas, equipamentos e pessoas são alocadas no espaço físico. 

Em outras palavras, o layout é a distribuição harmônica dos elementos e ativos organizacionais. Além disso, a prática de layout pode ser dividida em logística, industrial, administrativa, produção e muitos outros campos. No entanto, a premissa permanece a mesma.

Qual a função de um layout?

O layout de modo geral, tem como função principal a organização, seja em qualquer uma de suas áreas de atuação. 

Se tratando da criação de loja virtual, ele será fundamental para organizar a apresentação da página de sua loja, sendo que, quando bem planejado, ele será apresentado ao usuário com as informações mais importantes com maior destaque, destacando mais os produtos em promoção ou os que você pretende obter mais vendas e muitas outras possibilidades. 

Com isso, ele também irá garantir uma boa vista de sua página, proporcionando assim acessos mais prazerosos a sua loja virtual.

O que é layout para uma empresa?

Em um ambiente de negócios, layout pode ser sinônimo de “arranjo físico”, ou seja, uma forma de organizar máquinas, equipamentos, ferramentas, produtos finalizados e mão de obra dentro de uma empresa. 

Um bom layout pode afetar a produtividade da empresa, além de reduzir custos (pois significa menos desperdício) e perda de tempo.

O que é layout do texto?

Como já mencionamos acima, o layout é responsável pela organização de suas áreas de atuação, no texto não é diferente, e neste caso ele irá determinar a maneira em que o texto será distribuído e organizado.

Levando em consideração tudo que estiver contido no texto, bem como tamanho e tipo da fonte, os parágrafos, espaçamentos, títulos e subtítulos, apresentação de anexos, entre outros.

O que é o layout logístico?

Layout é uma estratégia que visa melhorar a qualidade e eficiência do processo produtivo. Geralmente, está intimamente relacionado à distribuição de máquinas, equipamentos e pessoas no espaço físico. “Layout é uma forma de distribuir elementos em um determinado espaço”.

No campo da logística, um um bom planejamento de layout é uma condição necessária para o alcance de bons resultados, ampliando o potencial de produção e fazendo a redução de gastos desnecessários. 

Assim, pode-se dizer que o layout logístico é a organização de vários elementos no espaço disponível da empresa de forma a proporcionar melhores condições de trabalho aos colaboradores do departamento.

Porque um bom layout é importante?

Organização é uma palavra frequentemente usada nos procedimentos logísticos das empresas. Afinal, manter um alto nível de produção e atender às expectativas dos clientes depende da eficiência dos processos logísticos, que só podem ser alcançados através de controle e organização.

Nesse sentido, não há dúvida de que o layout logístico (seja no almoxarifado, no estoque ou na cadeia de distribuição) é o principal fator para o bom desempenho do departamento, principalmente na manutenção de uma velocidade de produção estável.

A alocação efetiva de recursos, ferramentas e pessoas dentro da empresa é essencial para o desenvolvimento de uma logística de alta qualidade e também contribui muito para a melhoria do desempenho do setor.

No processo de planejamento logístico, os gestores cada vez mais atentos passaram a dar mais atenção a essa questão e puderam aprimorar sua gestão logística de forma interessante.

O Lean Manufacturing tem relação com o  layout?

Você conhece o Lean Manufacturing ou produção enxuta, como é a tradução para o português? Ela tornou-se uma grande tendência no setor de logística, o que mudou os processos produtivos de grandes empresas do mercado.

Em suma, inclui a construção de uma logística econômica para reduzir o desperdício, ou seja, aquelas situações que não vão favorecer o resultado final do seu produto, mas vão prejudicar a lucratividade da empresa e estão relacionadas aos fatores a seguir:

  • Conhecimento;
  • Defeitos na mercadoria;
  • Espera e ociosidade;
  • Inventário;
  • Movimentação dos materiais;
  • Processamento excessivo;
  • Produção excessiva;
  • Transporte.

Exemplos do layout na logística na prática

Para você entender melhor a relevância do assunto, é muito importante observar como ele afeta a qualidade dos diversos processos logísticos na prática. Para isso, trouxemos alguns exemplos clássicos, que mostram a necessidade de investimentos em planejamento logístico e análise de layout logístico. Veja:

Layout de armazém

Os armazéns são um local vital não só para o setor de logística mas também para toda a empresa, pois guardam todos os insumos e produtos da sua empresa. Portanto, podemos perceber que o layout do armazém é essencial para organizar e movimentar materiais e pessoas no almoxarifado da empresa.

Porém, é claro que para se poder formular um bom projeto logístico é necessário investir em análise e planejamento eficaz.

Se bem executada, essa estratégia pode facilitar a localização dos produtos nas prateleiras por parte dos funcionários, sem perder tempo com o carregamento e o descarregamento dos produtos, reduzindo o tempo e o custo dessas atividades. Através dele, você pode, por exemplo:

  • Posicionar os produtos que possuem uma demanda maior próximo à saída do armazém;
  • Coletar produtos que geralmente são enviados juntos na mesma área;
  • Gerenciar melhor o espaço de acordo com o tamanho das mercadorias;
  • Arrumar os corredores para uma circulação melhor.

Layout do centro de distribuição

Outro ponto que vale ressaltar é que pode ser visualizado o papel de um bom layout na logística, que está relacionado à localização do centro de distribuição.

Para que a empresa obtenha bons resultados e entregue produtos com eficiência e rapidez, deve pesquisar, planejar e formular uma estratégia de localização do CD com responsabilidade.

Essa tarefa geralmente é atribuída ao gerente de logística, que deve estar preparado e entender as reais necessidades do empreendimento. Afinal, um local bem definido traz alguns benefícios bem interessantes:

  • Reduz despesas com frete de distribuição;
  • Melhora a satisfação do cliente;
  • Reduz o tempo de entrega das mercadorias;
  • Torna mais conveniente para a transportadora recolher as mercadorias;
  • Aproxima a marca de seu público-alvo;
  • Contato mais simplificado com seus fornecedores.

Layout na movimentação de materiais

Quando se trata de manuseio de materiais, o layout é um ponto a ser enfatizado. O mercado atual exige agilidade e qualidade de entrega, por isso deve envolver um projeto voltado para o correto manuseio dos materiais.

É importante ressaltar que o layout inteligente pode diminuir a movimentação de itens, diminuindo assim o tempo gasto nas operações. Portanto, é necessário alocar a mercadoria de forma adequada e avaliar os benefícios que terão os locais de recebimento e expedição da sua empresa.

Para cargas frágeis, organize e distribua-as com cuidado para que se movam o menos possível, ou seja, movam-se apenas enquanto é feito o carregamento.

O que é o layout de produção?

Basicamente, o layout de produção é uma combinação das características espaciais físicas de uma indústria e da mão de obra, visando atingir a maior produtividade. O layout é utilizado como a distribuição física dos equipamentos por toda a fábrica.

Portanto, o objetivo principal é localizar e fazer a organização do espaço físico do chão de fábrica da empresa para assim, obter uma melhor localização e melhorar a eficiência da produção.

Porque o layout de produção é importante?

Não há uma maneira correta: deve-se adaptar ao espaço físico disponível de forma otimizada, respeitando as normas de segurança em equipamentos e máquinas descritas na NR-12.

Um pode ser muito essencial para a produção de um produto, mas muito ruim para a produção de outro. Para determinar se um determinado layout de produção é adequado para o seu negócio, basta verificar se ele possui as seguintes características:

  • Economia do movimento: um layout de qualidade tende a encurtar a distância entre vários processos relacionados e aumentar a fabricação do produto;
  • Fluxo: se o fluxo for linear, ou seja, não houver parada entre uma operação e outra, ou se o ponto de parada for pequeno, o layout estará correto;
  • Flexibilidade: Devido à agilidade da fábrica, quanto mais flexível o layout, melhor a implementação de novos produtos;
  • Integração: a integração com outros departamentos é a base do desempenho e da produtividade. Podemos tomar o departamento de manutenção como exemplo, o que facilita a manutenção dos equipamentos sem interromper a produção.

É importante fazer o layout de qualidade desde o início, porque na maioria dos casos, modificar o layout é um processo muito longo e caro. Além disso, uma vez definido, alterá-lo resultará em perda de produção. O maior desafio para a montagem é usar efetivamente o espaço da fábrica, pois esse espaço tende a ser limitado.

Quais são as vantagens e desvantagens dos tipos de layout de produção?

O tipo de layout depende do processo de produção: se mais de um tipo de produto deve ser produzido ou se o produto é muito grande e difícil de transportar. Para isso, descreveremos separadamente os tipos, vantagens e desvantagens.

Layout por produto ou linear

Este layout será usado quando o produto se move pela linha de montagem (da etapa X para a próxima etapa Y). A fabricação de máquinas e automóveis é fixa, e a movimentação dos materiais geralmente é realizada por esteiras.

Vantagens
  • Controle de produtividade;
  • Produção em massa.
Desvantagens
  • Flexibilidade insuficiente;
  • O gargalo (processo de baixo volume) determina o ritmo de produção.
  • Os custos de produção de pequenos lotes são altos.

Layout por processo ou funcional

Acontece quando os equipamentos que são da mesma família ou funções semelhantes, são distribuídos em grupos em uma área, parecidos com blocos. Como exemplo, podemos usar o agrupamento de todas as máquinas de corte em um determinado lugar ou em outro, ou as de solda, e assim segue.

Uma quantidade de dois ou mais de produtos diferentes que usam equipamentos parecidos para suas fabricações e, com isso, se dá a necessidade de estudar profundamente para conseguir o melhor desempenho na ação de fabricação e de estruturamento do layout.

 Vantagens
  • A indisponibilidade de equipamentos não afetará seriamente a produção;
  • Flexibilidade para atender às necessidades do mercado;
  • Produtos diversificados.
Desvantagens
  • Equilíbrio dificultado;
  • Maior tempo de produção;
  • Necessita de uma área maior;
  • Seu tráfego é muito longo.

Layout posicional ou físico

Quando a máquina, o operador e as peças entram na linha de produção, o produto ainda está fixo na linha de produção. Geralmente, o uso desse layout é feito quando o produto for muito grande e difícil de movimentar, como acontece na fabricação de aviões, navios e submarinos.

Vantagens
  • Alta flexibilidade;
  • É possível terceirizar parte ou todo o processo;
  • Não há movimento do produto.
Desvantagens
  • Baixo grau de padronização;
  • Dificuldade em monitorar e controlar mão de obra e matéria-prima;
  • Produção em pequena escala.

Layout celular

O layout em célula é caracterizado por combinar diferentes máquinas e equipamentos, sendo que cada grupo pode produzir todos os componentes em um mesmo grupo, como se cada unidade fosse uma pequena fábrica. Os layouts de células mais comuns são: “U”, “U”, “V” e “L”. Eles possuem esse nome porque a configuração dessas máquinas lhes dá o formato dessas letras.

Vantagens
  • Os lotes de produtos têm maior flexibilidade;
  • Não há muito estoque;
  • Transporte de material reduzido.
Desvantagens
  • As células são montadas para tipos específicos de produtos.
  • A elaboração do layout é complexa.

Ok, mas que tipo de layout de produção devo usar?

Portanto, agora que você sabe os tipos de layout e suas funcionalidades, já deve ter uma base de qual layout usar. Conforme mencionado anteriormente, o tipo dependerá do processo de produção e cabe ao gerente de projeto decidir qual tipo é o melhor para uso.

Veja dicas para criar um layout de qualidade para criação de loja virtual

Mais importante do que a beleza, o layout da loja virtual deve ser simples e permitir que os consumidores concluam rapidamente as etapas de pagamento. Você pode até ter um excelente e-commerce com um design excelente, mas se o processo de compra for complicado, o consumidor sairá de sua loja rapidamente.

Para esse acontecimento, trouxemos algumas dicas que podem ajudá-lo no momento de montar (ou redesenhar) o layout da página. Confira:

1. Mantenha a barra de pesquisa sempre destacada

Essa técnica é simples e muito valiosa. Quando um cliente entra em sua loja onde planeja comprar um determinado produto, sua maneira óbvia é pesquisar na barra de pesquisa. Portanto, esta coluna deve ser destacada na página inicial.

Uma barra de pesquisa bem visível e que chame atenção também ajudará quem entra no site ficar mais tempo sem ter que se concentrar em produtos específicos. Pense nisso ao configurar o layout!

2. Deixe os consumidores filtrarem as pesquisas

Você visitou qualquer site de roupas, viu uma camisa linda e decidiu fazer a compra dela. Porém, ao colocar o produto no carrinho de compras, você descobre que o tamanho que você veste se esgotou. É frustrante, certo? Bem, isso acontece com frequência. Para que esse problema seja evitado, é importante permitir que os clientes filtrem seus resultados.

3. Deixe claro caso o item esteja fora de estoque, especifique

Também é frustrante que você só possa ficar animado com um produto se descobrir que o material está fora de estoque depois de comprá-lo.

Nessas horas, é importante colocar-se no lugar dos consumidores, pois ninguém se anima com a possibilidade de comprar um novo produto e depois perceber que o produto nunca esteve disponível. Com isso em mente, se algum item estiver realmente fora de estoque, coloque as notificações de produto esgotado na loja.

4. Se você possui a oferta de muitos produtos, invista nos Super Menus

Esta dica é destinada para quem oferece um grande número de produtos na loja. O e-commerce de grande porte costuma ter centenas de produtos à venda, mas como organizá-los no pequeno espaço de uma loja virtual? Um método eficiente é criar um super menu (um menu que salta de categoria conforme passa o mouse em cima delas).

5. Inclua testemunhos de seus clientes

Segundo um levantamento da consultoria TNS Research Internacional, 92% dos brasileiros fazem pesquisas na internet antes de comprar mercadorias. Esse dado é muito relevante e mostra a importância de mostrar o feedback do cliente na loja.

A maioria das empresas de comércio eletrônico colocam esse feedback diretamente na página de destino de cada produto e recomendamos que você faça o mesmo.

6. Tenha suas informações de seu contato com acesso fácil

Conforme determinado pela pesquisa realizada pela Rakuten em 2013, a confiança é uma das maiores barreiras para afastar o consumidor brasileiro de lojas menos conhecidas. Reduzir essa falta de credibilidade é uma tarefa difícil, mas também é possível.

Uma das estratégias é mostrar várias opções de contato na página para que os clientes possam fazer contato com você, como e-mail, telefone e redes sociais.